Digite seu email e receba os informativos personalizados

27 de jun de 2011

Palavra de célula dos dias 27/06 a 03/07/2011

A IMPORTANCIA DA ATITUDE




I. BOAS-VINDAS:

Bem-vindos a nossa reunião de célula. Creia que Deus está mudando nossas vidas pra melhor. Hoje Ele vai falar novamente conosco. Se você abrir seu coração ele mudará a sua vida para sempre.



II. ORAÇÃO:

Querido Deus, hoje queremos te agradecer pelo privilégio de podermos compartilhar da tua presença em nossas vidas. Obrigado por tudo o que tens feito em nossas vidas. Queremos te agradecer pela vida, pela salvação e por termos um Deus que está conosco em todos os momentos de nossas vidas, em Nome de Jesus, amém!



III. REFLEXÃO: João 4.46-53

A nossa vida é resultado das nossas de decisões. Basta olharmos para um dia e será impossível identificar todas as decisões que tomamos, em alguns casos nem chegamos a pensar sobre o assunto. Você pode lembrar-se de pelo menos três decisões que tomou no dia de hoje? E na sua vida, quais foram as decisões que lhe causaram mais impacto? Foram bons os resultados? No texto que lemos a decisão de um homem significou a diferença entre a morte e a vida. Não sabemos o nome dele, mas a Bíblia relata o acontecimento para que possamos aprender que diante de situações difíceis e delicadas precisamos decidir e agir. Vamos ver quais foram as atitudes daquele homem diante do grave problema de saúde do seu filho:



1.Percebeu a oportunidade. A Bíblia diz que quando ele ouviu falar que Jesus tinha chegado foi procurá-lo. Além disso, suplicou-lhe pela cura do seu filho (v.47). Essas atitudes nos ensinam que precisamos ter o senso da oportunidade. Quantas vezes sabemos que precisamos agir, mas deixamos para depois. Isso acontece em todas as áreas de nossas vidas - trabalho, estudos, relacionamentos. Neste momento você só está aqui porque decidiu aproveitar esta oportunidade. Mas muitos perderam a oportunidade. Pois saiba que, pela fé, você está tendo o seu encontro de milagre com o Mestre Jesus. Para isso, decida, em oração, buscar a Jesus e suplicar-lhe que atenda as suas necessidades (Jeremias 29.13). Faça isso agora mesmo.



2. Foi claro no seu pedido. "Senhor, venha antes que meu filho morra" (v.49). O oficial do rei sabia exatamente o que queria. Ele expressou claramente a sua necessidade para Aquele que podia agir com poder. Vivemos em uma sociedade repleta de pessoas que não sabem o que querem; não possuem direção e nem firmeza. Um dia querem, no outro não. Num momento creem, em outro duvidam. Mas o Senhor, diante da firmeza do pedido, atendeu prontamente: "O seu filho continuará vivo". A Palavra nos ensina que podemos e devemos colocar diante de Deus as nossas petições (Lucas 11.9). Você pode estar a uma oração de distância do alcance de seus objetivos. Então, decida orar...



3. Creu em Jesus (v.50). Você acha que as pessoas confiam com facilidade? Vivemos em uma sociedade que pratica o princípio da desconfiança. Mas isso não é recente. Mesmo entre os discípulos de Jesus houve momentos de pura incredulidade (João 20.25). A Bíblia nos ensina a andar pela fé. Se não acreditarmos em nós mesmos, nas pessoas, nos resultados de nossas ações, estaremos condenados aos fracassos. E se não confiarmos em Deus, a vida perde o sentido. A fé é a chave da vitória e é também uma questão de decisão. O texto diz que na hora em que Jesus falou que o filho continuaria vivo a febre passou (v.53). Há poder em Jesus. Decidir confiar nEle é apropriar-se desse poder.



CONCLUSÃO: Saiba que estar em contato com esses ensinamentos bíblicos significa que você está diante de uma grande oportunidade de decisão. E as decisões que tomamos podem mudar completamente as nossas vidas. Portanto, aproveite a oportunidade e busque ao Senhor Jesus de todo o seu coração. Não use rodeios ou atalhos; vá direto ao assunto. Diga a Ele qual é a sua real situação e necessidades. E confie. O Senhor é poderoso para fazer mais do que pedimos ou até pensamos (Efésios 3.20).



IV. OFERTÓRIO

A Bíblia nos ensina que mais bem aventurado é dar do que receber. Ofertar crendo que a entrega nos torna abençoados é mesmo uma questão de fé. Que você possa experimentar em poucos dias a promessa da multiplicação pela sua atitude de fé.

Discipulado 26/06/2011

Inimigos declarados de Jesus

Texto Chave: João 8: 48 - 59

Introdução
Atualmente a igreja vem crescendo à passos largos e com isso iremos receber todo tipo de pessoas que precisam ser tratadas, assim como nós também precisamos.
Os inimigos que Jesus mais combateu foram os demônios e os fariseus. No discipulado de hoje iremos entender sobre os fariseus, pois sobre os demônios nem conversamos mais, já é assunto resolvido.
Fariseus = segundo o dicionário de estudos biblicos, organizado por Claudemir Pedroso da Silva, são um partido religioso judaico, cujos membros se dedicavam ao estudo e observância da lei mosaica e suas tradições, especialmente o sábado, a pureza ritual e os dízimos.
Jesus constantemente condenava não a doutrina, mas sim a hipocrisia e soberba dos fariseus.
Atualmente os fariseus são as pessoas que apenas estão na igreja, elas contestam as direções dadas pela liderança, estão apenas procurando os defeitos, não se interagem com as programações da igreja e são bastante observadores quanto a religiosidade. Religiosidade é fariseismos.
Os fariseus foram pessoas que constantemente deviam ser controladas.
Há momentos em que os dois inimigos se juntam, os demônios e os fariseus, e com isso fica difícil de separa-los.
Temos que combater-los com a Palavra de Deus. A bíblia deve ser lida todos os dias.

Orientações para a semana

  • Organizar a macro-célula - as lições serão ministrada por Diego e João Paulo, sendo que todos os discípulos que não estiverem envolvidos em outro ministério deverão participar, com o objetivo de consolidar os novos discíplos e não apenas a comunhão;
  • Dedicação a festa do milho, pois somos uma equipe e como tal precisamos todos estarmos envolvidos no mesmo propósito. Não esquecer das colaborações, ofertas, dedicação com tempo e principalmente trazer convidados para a festa;
  • Jejum - Diogo, João Paulo e Juliano lima jejuaram de 0:00 as 12:00horas do dia 29/06. Geysonn, Jhonatan e Thiago jejuaram das 12:00 as 24:00 horas do dia 29/06. Alex, Diego, Willian, Rafael e Júnior jejuaram no dia 30/09. Sempre lembrando que jejum sem oração é regime.
  • Além dos propósitos passados estaremos jejuando e orando pelo casal Júnior Silva de Souza e Regiane Aparecida da Silva.
  • Não esquecer da oferta de geração

20 de jun de 2011

Discipulado 19/06/2011

Como ter experiências com Deus


Texto Chave: João 20: 24-30
Introdução

- Tomé, apesar de incrédulo, queria ter a sua própria experiência com Deus e não viver da experiência dos outros;

- Quando conhecemos a Deus, ele começa a nos levar a ter experiências mais profundas com ele. Ex.: Enoque Gênesis 5: 24 - E andou Enoque com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou;

- Existem servos de Deus que acabam vivendo um cristianismo superficial e de pouca intimidade, devido a falta de experiência.

10 PASSOS PARA TERMOS EXPERIÊNCIAS COM DEUS

Texto João 20: 1-18

1º - “Acordou cedo” v1: Maria Madalena teve disposição, nós cristão pecamos muito por não termos disposição em fazer o que deve ser feito.

2º - “Viu a pedra removida” v1: ela estava antenada e observou bem o que Deus estava fazendo. Maria Madalena observou todo o cenário em sua volta.

3º - “Correu para Pedro e João” v2: ela procurou quem era mais abençoado que ela. Precisamos ter humildade e procurarmos quem esta a nossa frente, quem esta mais preparado. Maria Madalena sabia que eles estavam constantemente próximo a Jesus e que poderiam saber alguma coisa

4º - “Maria, porém, permaneceu” v11: ela não desistiu de buscar a Deus mesmo quando todos desistiram e se foram.

5º - “Viu os anjos” v12: ela não se satisfez com experiências menores, nem mesmo com coisas sobrenaturais, ela queria Jesus. Nós precisamos ir além de onde estamos.

6º - “Levaram Jesus e eu não sei onde ele está” v13: ela tinha fome e sede de Deus e o buscava porque entendia que o esconde-esconde de Deus tem o intuito de nos levar a buscá-lo sempre.

7º - “E eu levarei seu corpo” v15; ela estava disposta a sacrifícios pessoais para ter sua experiência com Deus.

8º - “Jesus disse: Maria” v16: quando Deus chamou, Maria respondeu – oração, Deus nos chama quando estamos em constante oração

9º - “Diga a meus irmãos” v17: ela compartilhava sua fé. Falar do que Deus fez por você é uma das melhores maneiras de ter tremendas experiências com Deus.

10º - “Eu vi o Senhor” v18: Ela viu e reconheceu o Senhor, porque sabia quem ela estava procurando.

Conclusão

Se agirmos como Maria Madalena teremos nossa própria experiência com Deus, e assim não precisaremos mais viver os testemunhos dos outros irmãos.

Qual é a sua experiência?

Meta para a semana

- Jejum e oração da geração dia 25/06. O Jejum será programado em 2 tempos, uma equipe de meia noite ao meio dia e outra equipe de meio dia à meia noite, distribuídos da seguinte maneira: Jhonatan, Juliano Coutinho, João Paulo e Diogo – primeira equipe e Juliano Lima, Thiago e Douglas de meio dia até meia noite. Alex, Diego, Rafael, Junior e os demais o jejum será dia 21/06, divididos conforme orientação do Alex no discipulado. SEMPRE LEMBRANDO QUE JEJUM SEM ORAÇÃO É REGIME!!!

- Células produtivas, tirar oferta, pois esta é a maneira de proporcionarmos benção financeira sobre a vida das pessoas.

- Cada um assumindo seu posto de trabalho no ministério

- Participação na festa do milho, o ensaio será na terça feira dia 21/06 as 19 horas.

- Não esqueçam do encontro que esta se aproximando

- Alvos de oração: Apostola Gisela e família; pela vida dos Pastores; pela família dos membros da igreja; pelos 24 de governo e familiares; pelas finanças da igreja; pela saúde da sra Maria Caetano Licio; pelas redes - crianças, jovens, casais e mulheres; pelas células e pelos encontros.

12 de jun de 2011

Discipulado 12/06/2011

COMO NÓS ORGANIZAMOS NOSSA ESCALA DE PRIORIDADES?






Texto chave: Filipenses 1: 20 – 24

20 - Segundo a minha intensa expectação e esperança, de que em nada serei confundido; antes, com toda a confiança, Cristo será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte.

21 - Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho.

22 - Mas, se o viver na carne me der fruto da minha obra, não sei então o que deva escolher.

23 - Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor.

24 - Mas julgo mais necessário, por amor de vós, ficar na carne.



Introdução

Todo trabalho e esforço de Paulo não era para esse mundo e sim para o Reino Espiritual.

A eminência da morte não causava pavor em Paulo, mas sim anseio a uma presença mais próxima de Cristo.

O foco para Paulo era a vida espiritual.



Qual é a ordem da sua escala de prioridades?



1º Deus

2º Próximo

3º Igreja



- Quando é conveniente usamos as desculpas da obra para fazermos as coisas e com isso reorganizarmos as nossas prioridades.

- Temos que ter claro o que envolve verdadeiramente a vontade de Deus, e o que é vontade nossa mascarada como vontade divina

- Deus nos prova em todas as coisas, e com a prova o próprio Deus nos manda o livramento.

- A prova é oportunidade de crescimento.

- Ser vigilante quanto a prova.



Direção para os discípulos



1ª Organizar a sua escala de prioridade de acordo com a Palavra de Deus, e viver esta escala

2ª Deus nos prova; temos que ter consciência da prova e devemos querer ser aprovados. Ser cuidadoso com a sua prova.

3ª Fidelidade – não conseguimos construir nada sem fidelidade.



Meta para a semana

Organizar as células

Assumir os devidos ministérios

Resultados